A FG Wilson gera energia para uma das maiores instalações de múltiplas unidades do mundo

País: Brasil

Setor industrial: Petróleo/gás/energia

Produto(s): 576 x P675P5

Aplicação: Potência emergência

Resumo: O distribuidor, Aruanã Energia, SA fornece grupos geradores para alimentar fábricas no Brasil

Uma das maiores instalações de grupos geradores do mundo entrou em operação em julho de 2009 utilizando mais de 500 unidades da FG Wilson. A Aruanã Energia, um de nossos distribuidores no Brasil, instalou e comissionou um impressionante grupo gerador 576 x P675P5 em nove meses em uma instalação na cidade de Igarassu, Pernambuco.

Quando combinados, esses grupos geradores têm a capacidade de fornecer um total de 236 MW de potência de emergência para a concessionária pública nacional no Brasil. Espera-se que a planta de geração de energia opere entre 1000 - 2000 horas por ano durante os horários de pico e que forneça energia extra durante os meses de inverno. Nosso distribuidor, a Aruanã Energia, assinou o contrato em junho de 2006 para fornecer duas plantas de geração de energia, a Pau Ferro (94 MW) e a Termomanaus (142 MW), que, posteriormente, foram fundidas em uma só. Como parte deste contrato, a Aruanã Energia foi designada a fornecer energia através desta instalação pelos próximos 15 anos.

A Aruanã Energia foi contratada para fornecer e instalar os seguintes itens:

  • 576 x P675P5 (carga base classificada em 450 kW, 60 Hz, 440v)
  • Painéis de sincronia EasYgen 3200
  • Silenciadores industriais
  • Carregadores de baterias
  • Disjuntores motorizados
  • Solenoide de transferência de combustível

A instalação foi um desafio difícil devido às condições ambientais extremas e o vasto terreno. As plantas de geração de energia Pau Ferro e Termomanaus foram projetadas para ser a solução com melhor relação custo-benefício para aplicações de emergência/cortes de pico no mercado de energia brasileiro. A redução dos custos foi obtida por meio do uso inovador de motores a diesel altamente eficientes como a fonte principal de energia.

Tradicionalmente, no Brasil, eram usados motores industriais maiores de locomotivas ou de navios para aplicações de emergência/corte de pico. Esse projeto exclusivo foi a solução com melhor relação custo-benefício disponível e foi baseado em um fator anual de utilização da planta de 15%. Alguns de seus recursos mais impressionantes incluem custos muito baixos de aquisição e instalação, economia de combustível otimizada em todos os níveis de expedição e baixos custos de operação e manutenção. Os grupos geradores operam em 440v e escalonam em transformadores de 34,5 kV que são escalonados na linha de rede de transmissão de 230 kV. Um único operador da planta controla remotamente cada instalação por meio do sistema SCADA de última geração que foi desenvolvido para este projeto pelo distribuidor Aruanã e pela FG Wilson. Este avançado sistema de controle emite e regula a energia dos grupos geradores conforme necessário com uma interface fácil de usar. Ele também oferece uma enorme economia nos custos de operação e de manutenção por toda a vida útil da planta de geração de energia. A Aruanã Energia espera comercializar este tipo de planta para estações de energia distribuída menores na faixa de 50 MW, com foco em sistemas de energia isolados nos países em desenvolvimento e operações industriais remotas como locais de mineração.

A Aruanã Energia é um distribuidor FG Wilson e um produtor de energia independente que atua no mercado de geração de energia brasileiro desde 2002. Já participou de projetos que forneceram mais de 650 MW de energia para o Brasil.