FG Wilson energizando o Parque Olímpico

Os Jogos Olímpicos de Londres de 2012 podem ter acabado, porém, o fabricante líder de grupos geradores a diesel e à gasolina, FG Wilson, está garantindo que o legado da instalação espetacular de milhões de libras permaneça. Tendo fornecido os grupos geradores para alimentar os eventos em três dos oito Parques Olímpicos- o Aquatics Centre, IBC Media Centre e o Olympic Stadium - eles são agora contratados para fornecer suporte e manutenção contínuos para o próximo ano.

O projeto, que está sendo fornecido pela Bells Controls and Equipment Ltd - um distribuidor oficial FG Wilson UK - começou em 2008 e vale mais de £500.000.

Londres 2012 foi catalizador para a transformações de 2,5 quilômetros quadrados de terreno industrial ao sul de Londres em um Parque Olímpico de 490 acres, o que mudou o cenário local irrevogavelmente.

A solução de energia fornecida pela Bells era formada por um gerador de 635kVA e 730KVA para Serviços de Segurança da Vida junto ao estádio principal. Ambos os geradores foram abrigados em gabinetes feitos sob medida a fim de atingir um nível de ruído de 50 dBA a 5 metros. Os gabinetes apresentavam também uma extensão de tubo de caldeira de exaustão que descarregava junto ao atenuador de saída, fornecendo diluição do gás de exaustão.

No IBC Media Centre, um conjunto complexo de mídia de 24 horas para aproximadamente 20.000 emissoras, fotógrafos e jornalistas, contava com um gerador de 200kVA junto a uma canópia especialmente projetada e classificada com 65dBA a 1 metro. A canópia foi posicionada no teto do prédio e contava também com um sistema de combustível interno, o qual foi instalado dentro da estrutura. A solução de tubulação de combustível usou um sistema inovador flexível de tubo em tubo, ao invés da tubulação soldada em aço macio, facilitando uma instalação mais rápida. No Aquatics Centre, um dos locais permanentes construídos especialmente para Londres 2012 e o local das três medalhas de ouro do Team GB, foi instalado um grupo gerador de 350 kVA. O grupo gerador foi alojado dentro de uma canópia feita sob medida e classificada a 60 dBA a 1 metro, junto à casa de máquinas, incluindo todo duto de ventilação e tubulação do tubo da caldeira necessários. O sistema também foi usado no Aquatics Centre.

Robert Scott, Gerente de Vendas Regional no Reino Unido para a FG Wilson, comentou: "O projeto foi um grande sucesso e foi um privilégio poder fazer parte do legado do Parque Olímpico. O planejamento cuidadoso, a engenharia e a atenção aos detalhes foi fundamental para garantir o sucesso deste projeto. Os atletas voltaram para casa mas a Bells continuará a fornecer serviços contínuos nas instalações com o contrato atual."

James Murphy Diretor da Bells Control disse: "Foi um prazer conquistar o projeto do Parque Olímpico após um processo de licitação bastante detalhado e competitivo. Foi um projeto desafiador devido ao número de fatores, incluindo o tamanho do local, bem como o alto nível de limitações de segurança e os baixos níveis de ruído necessários, porém, implementamos soluções de alta energia resilientes, que atendem os requisitos individuais dos respectivos locais."