FG Wilson no controle da bola, energizando o Estádio Aviva

Como um dos fabricantes líderes globais de grupos geradores a diesel e à gasolina, as arenas esportivas e estádios estão cada vez mais procurando a FG Wilson (Engineering) Ltd, para garantir que sua programação esportiva e eventos musicais ocorram livres de problemas.

O Estádio Aviva em Dublin, antigo Lansdowne Road, é um estádio de primeira classe para torneios de rugby, futebol, concertos e conferências de negócios. Nele, tudo, desde o placar aos holofotes e o aquecimento sob o campo é alimentado pelos geradores FG Wilson com uma potência nominal de 6,8 MVA. A FG Wilson instalou conjuntos de geradores de energia e executa contratos de manutenção contínua em outros estádios, incluindo Croke Park, Casement Park e Thomond Park.

Em seu formato original, o estádio Lansdowne Road era o mais antigo estádio esportivo na Europa, porém, após um programa completo de reconstrução em 2007, o estádio Aviva com capacidade para 50.000 lugares reabriu em agosto de 2010.

A FG Wilson, convidada a participar da proposta para fornecimento de potência através de sua contratada principal, a Kentz, garantiu o pedido devido à sua experiência técnica no fornecimento de uma solução sob medida, integrada à aparência e funcionalidade da estrutura acabada e seu envolvimento inicial no redesenvolvimento do estádio.

Imediatamente a FG Wilson identificou que para fornecer as especificações de energia deste site, seriam necessários quatro grupos geradores de 1.700 kVA. Ao ocultar os geradores em um espaço bastante compacto sob os assentos do estádio (nível 7), a estética do estádio permaneceu intacta e evitou a necessidade de abrigá-los em um local de armazenagem externo, o que é normalmente empregado. Todos os sistemas de manuseio do ar e arrefecimento, as unidades de exaustão e o comutador também foram ocultados no envelope das faixas de assentos expansivos do estádio. Em conjunto com o arquiteto do projeto, o sistema de escape foi moldado em lâminas de policarbonato da estrutura da superfície do estádio, resultando em uma construção sem protuberâncias ou exposição à água de chuva. A exaustão está instalada em seu próprio sistema de drenagem para manter a água de chuva do lado de fora.

Durante os eventos do estádio, os grupos geradores operam em paralelo com o do fornecimento da rede ESB para complementar a demanda de energia do estádio, além de oferecer potência emergência ininterrupta em caso de falha do fornecimento da rede.

A fim de fornecer esta filosofia de controle, a FG Wilson projetou um sistema de controle totalmente integrado, baseado na plataforma CLP de troca a quente da Allen Bradley. Isto ofereceu um alto nível de redundância do sistema e aumentou significativamente a segurança operacional do estádio.

O cronograma para a instalação dos grupos geradores foi crítico pois eles precisavam estar no local antes da fixação das filas de assento acima deles. Qualquer atraso no posicionamento teria tido impacto no cronograma para a construção dos assentos. Esta parte do projeto foi concluída dentro do cronograma, permitindo a operação tranquila da construção do estádio.

Outro desafio superado pela FG Wilson foi o ruído. O Estádio Aviva é cercado por propriedades residenciais e a solução de produto de potência precisava garantir níveis de ruído extremamente baixos. Isto foi definido como 53 dBA a 1 m, o que é baixo para este tipo de instalação, porém, como a área ao redor é promissora para o desenvolvimento residencial, atingir o ruído mínimo era crítico para o sucesso geral do esquema.

Para garantir que os níveis de ruído estivessem corretos, os geradores foram instalados em ilhas antivibratórias. Isto significa que não há transferência de vibração para a estrutura do prédio quando a fonte de alimentação está ligada, pois os geradores estão efetivamente isolados da própria estrutura.

Outra vantagem apresentada pela FG Wilson foi que todos os contratados externos no local, desde o carrinho de cachorro quente aos ambulantes e equipes de eventos, podem acessar a fonte de alimentação do estádio ao invés de trazerem seus próprios geradores para o local. Antigamente isto não era possível. A capacidade fornecida pelos geradores da FG Wilson é de 5,44 MW no pico da utilização e o Estádio Aviva usa em média 3,5 MW. Os geradores têm um tanque de combustível local para serviço com autonomia de 24 horas por dia, alimentado a partir de um grande tanque de armazenamento de combustível a granel, a fim de oferecer autonomia de carga de 100% por vários dias.

A solução de energia apresentada pela FG Wilson também traz um benefício ambiental na forma de uma instalação para recuperação do calor. Nas camisas que envolvem os motores, até 750 kW do calor é 'recuperado' de cada máquina e usado para aquecer o campo e fornecer outras formas de aquecimento ao redor do estádio.

O programa de instalação, o qual levou 11 meses desde a proposta até a conclusão, foi concluído dentro do prazo e do orçamento, antes do jogo de abertura em agosto de 2010. Desde então, centenas de partidas de futebol e rugby, concertos e eventos aconteceram, com a apresentação da Madonna recentemente para a lotação máxima.

David Blennerhassett, principal Distribuidor da FG Wilson em Dublin disse: "Este foi um projeto de estádio bastante desafiador que apresentou várias questões como ruído, perspectiva de espaço e projeto. Porém, entendendo o projeto desde a fase inicial e trabalhando de perto com os Consultores da M & E durante todo o processo de propostas, foi possível fornecermos um produto de potência confiável, competitivo e de qualidade, que excedeu as expectativas iniciais. Tivemos muita contribuição positiva desde os estágios iniciais, o que foi fundamental para determinarmos a solução final.

"O Estádio Aviva foi um projeto extremamente gratificante do qual nos orgulhamos muito e, como parte de nosso programa de manutenção contínua, garantimos sempre a presença de um representante no local sempre que realizam um evento."